8 de set de 2013

Cinema: Caravaggio (1986)

Para quem gosta de arte

Filme cabeça sobre lances da vida de um dos maiores pintores do barroco italiano: Michelangelo Merisi de Caravaggio (Caravaggio, 1571 - 1610), ou simplesmente Caravaggio. O longa da década de 80 apropria-se também da estética e vibração do pintor e de sua época, sejam nas tomadas, na fotografia ou no roteiro.
Veja o filme completo legendado:
Caravaggio (1986) Derek Jarman


Sinopse

Michelangelo de Caravaggio, famoso pintor da Renascença, é procurado por assassinato e foge da lei há anos. Sua única companhia é o jovem aprendiz Gerusaleme, um surdo-mudo que ele adotou ainda criança. Em seu leito de morte, Caravaggio relembra os fatos mais marcantes de sua vida. Adolescente, sobreviveu se prostituindo e pintando retratos, até ser acolhido por um cardeal. Anos mais tarde, se envolveu com o casal Lena Ranuccio, que se tornaram seus modelos. A explosiva relação a três terminou por detonar uma série de tragédias.


As pausas, fragmentações e sobreposições na obra de Caravaggio são notórias no resultado cinematográfico dirigido e realizado por Derek JarmanCaravaggio traz a beleza tensa que lembra quase sempre algo extraído do próprio sangue. Mínimo de diálogo, até mesmo de falas, para o universo barulhento do artista do século 16, em pleno nascimento do Barroco, sendo este representado nas expressões dos atores e movimentação de câmera.

Ou, assim como nas pinturas ou qualquer arte visual, imagens que falam por si e outras exclusivas das interpretações pessoais. São quadros teatrais, na linha entre o drama e a tragédia, ou da comédia da soberba e da pessoalidade na relação com os retratados. A delicada e, ao mesmo tempo, turbulenta homoafetividade entre o artista e seu modelo lutador, faz este filme ser constantemente rotulado entre os de temática gay.

Com um roteiro que também tenta figurar o universo eloquente da obra de Caravaggio, o filme traz verdadeiros quadros de arte para a tela do cinema. É tão livre quanto qualquer tipo de arte, criando, a todo instante, tantas outras telas com os fantásticos enquadramentos. Para os desavisados, a linguagem é bem sofisticada, podendo dizer, com certeza, que se trata de um filme de arte (falando de arte e da vida de um artista). Vai além de algo simplesmente biográfico ou documental, ou de um romance - é mais uma obra inspirada em Caravaggio, principalmente por ser ele o criador da própria estética cinematográfica.

Veja o documentário:
Caravaggio - O Mestre dos Pincéis e da Espada




Os cerca de 60 trabalhos de Caravaggio em todo o mundo são avaliados em 500 milhões de euros (meio bilhão). Sua vida e obra são apontadas pelos historiadores como de um assassino, mestre dos pincéis, na arte do erotismo e da emoção apaixonada. E a obra deste polêmico e gigante da alta artes plásticas continua até hoje como referência desde o expressionismo ou qualquer comportamento explosivo e letal. Uma representação vibrante da emoção e das formas, criando o plano cinematográfico antes mesmo de existir a fotografia, muito menos o cinema.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário ou envie sugestões, fotos e vídeos para homemrg@gmail.com