10 de jan de 2014

Grindr, Scruff... ou GayChat?

Pegação com GPS

Para a galera dos smartphones, o velho 'dar uma voltinha por aí' ou close pode facilmente ser substituído através de mais de 250 aplicativos Android específicos para a comunidade gay, sendo a maioria deles para a paquera entre homens.

Por serem apps de celular, a utilização pode acontecer em qualquer lugar, principalmente com o objetivo de localizar possíveis pretendentes e encontros nas proximidades.

Ao invés de ficar trocando número de telefone, perfil de Facebook ou WhatsApp, estes aplicativos podem garantir encontros, sem mesmo ter que sair de casa. Uma dinâmica semelhante a salas de bate-papo (chat on line), porém com a facilidade de detectar os usuários que estão por perto, através da tecnologia do GPS.

Muitos são os motivos para o sucesso desses 'radares modernos', além de serem gratuitos (muitos possuem as versões premium para assinantes, com ainda mais ferramentas). Com as opções de modo privado, além das possibilidades fake, até os mais tímidos ou com dificuldade pra flertar na real, podem obter sucesso nesta empreitada.

A nova forma de pegação garante mais segurança para os casos em que não sabemos se o outro está afim, ou se, pelo menos, gosta da mesma fruta. Afinal, o que mais se tem no mundo são os chamados "discretos" e enrustidos trancados no armário.

Além de informações de distância entre os integrantes da rede, estes apps contêm filtros de busca, e recursos para compartilhar fotos e a localização atual de cada usuário. Um grande empurrão para um início de namoro ou mais uma curtição - apenas sexo.

São ferramentas para aproximar pessoas afins, onde as consequências vão depender do que cada um procura.



Veja a descrição dos aplicativos mais utilizados:

Grindr

É o app mais antigo, mais popular e com mais usuários. Ao iniciá-lo, é possível ver uma lista com fotos dos usuários que estão próximos à sua localização, e se estão online. Clicando em uma das fotos disponíveis, aparece informações mais precisas sobre a localização atual da paquera, altura, peso, idade... além da foto, que pode ser ampliada.

Tem também as opções de salvar favoritos, bloquear ou denunciar, quando for o caso de fake ou algo indesejado. Através do chat, é possível compartilhar fotos, além da sua localização exata. O Grindr gratuito permite ver até 100 usuários nas proximidades. A versão para assinantes dá acesso a até 200, além de notificações push, e não lhe chateia com os banners de publicidade.


Scruff

O Scruff funciona como o Grindr, seu primeiro concorrente direto. Dizem, no entanto, que os usuários que acessam este aplicativo não são os mesmos que os do Grindr. Eles tem algumas diferenças entre si: com o Scruff, é possível fazer o check-in em alguma localização pelo Facebook ou Twitter, e ver um número limitado de usuários local ou global, por exemplo.

Você pode deixar um rastro, onde aparece uma patinha de urso quando você visita algum perfil. Este recurso é limitado para quem tem a versão gratuita. Você também pode visualizar os usuários que visitaram o seu perfil. Por ser compartilhado no mundo inteiro, o Scruff traz também a possibilidade de estar por dentro dos eventos que vão ocorrer em todo o planeta.


Manhunt

É o aplicativo para Android do conhecido site de encontros do Manhunt. Com ele, você pode administrar todas as suas mensagens, buscar perfis com fotos, ver quem está online e, ao mesmo tempo, ver quem está próximo por meio do recurso de GPS. Porém, este app não tem comunicação instantânea. É preciso ficar enviando mensagens ao seu interlocutor como se fosse e-mail. Há também ferramentas de filtros de busca por peso, idade, altura... igual à página na internet. Possui mais de 4 milhões de usuários cadastrados.


Gaydar

Gaydar iPhone App Unveiled, disponível através do iTunes App Store, é o app do site de encontros Gaydar.net para Androids da Apple. Como diferencial, integra os acessos tanto através de PC, quanto de dispositivos móveis, contabilizando mais de 6 milhões de usuários.


Bender

Funciona como o Grindr, mas todas as mensagens que você troca com algum usuário ficam gravadas no histórico do chat. Além disso, o app não tem banners de publicidade. A descrição do aplicativo diz que ele é para rapazes gays, bissexuais e curiosos.


Maleforce

É um dos aplicativos mais completos em se tratando de paquera. Ele inclui perfis em áudio e vídeo de usuários que estão nas proximidades. Há uma lista de locais gays para sair (no mundo todo - Gay Guide), além de ser possível enviar mensagens de vídeo e buscar outros perfis apenas arrastando a tela.


Gay Chat & Dating - Jack'd

É um dos mais novos apps de localização gay, já com mais de 5 milhões de usuários no mundo todo. Tem suporte a notificações push, busca por combinações, permite colocar 3 fotos públicas e 2 fotos privadas, seleção de cena, lista de favoritos e seguidores, e troca ilimitada de mensagens.


PlanetaRomeo

É o aplicativo Android do site GayRomeo. Ele permite acessar o seu perfil já existente na web e teclar com os usuários online. Com ele você pode, além de enviar mensagens, deixar rastros a qualquer usuário, ver quantos e quais usuários visitaram seu perfil, salvá-los como favoritos, enviar fotos e usar as buscas salvas no perfil online.


U4Bear - Gay Bear Finder

É voltado para aqueles que gostam ou que são ursos. Também funciona com GPS, é possível publicar um número ilimitado de fotos, enviar mensagem, ver quem visitou o seu perfil e enviar woofs (o mesmo rastro que se envia no Scruff). O aplicativo ainda envia informações de eventos Bears nas proximidades e em todo o mundo.



E os contras?

Mesmo prometendo facilidades e praticidade na paquera, muitos apps possuem relatos de usuários que reclamam de dificuldades no uploads de fotos, lentidão, travamentos... principalmente pelo fato deles estarem sempre apresentando atualizações em favor de melhorias técnicas.

Uma outra reclamação recorrente se refere à censura, usual em todas as redes sociais, que controla o conteúdo erótico das fotos públicas.

Além dos mais populares, há uma infinidade de aplicativos do tipo, como o GROWLr (Gay Bear Social Network), BoyAhoy (Gay Chat), Meet Friend, Hornet (Gay Social Network), GuySpy (Gay & vídeo chat), Gfindr (Gay Guys), Adam4Adam (Radar Gay), Mister (Adult Men), entre outros também em testes e aprimoramentos.



Grindr X Scruff

Por ser o primeiro app de geolocalização gay, o Grindr tem mais gente disponível e, consequentemente, mais possibilidades de encontros. Já a comunidade Scruff, iniciou-se com o propósito de atrair o público bear (ursos), tendo hoje membros de todo o tipo.

Há os que defendem o Grindr, como um aplicativo destinado a toda comunidade gay, e os que preferem o Scruff, alegando que é compatível com mais modelos de aparelhos, e até de ser mais rápido e moderno.

Tanto o Grindr quanto o Scruff são sistemas desenvolvidos para rodar na plataforma IOS, para iPhone e iPad, ou no Android, para outras marcas de smartphones.

Em ambos é possível se comunicar com usuários que estão próximo, na esquina da sua casa, por exemplo, ou em qualquer parte do mundo. O GPS indica a quantos quilômetros ou metros o usuário está do pretendente.

As versões pagas incluem serviços adicionais, como a informação de quem visualizou seu perfil e quanto tempo ficou na página, por exemplo. O Scruff ganhou destaque por ser o primeiro aplicativo desse tipo que aceitava as duas plataformas (Android e IOS). Mas o Grindr surgiu primeiro, e tem com isso mais usuários cadastrados, e em 192 países. A proposta de apps como o Grindr ou Scruff, líderes no mercado nacional,  é de serem uma rede para relacionamento e amizade. Porém, a grande maioria dos usuários entra a procura de sexo sem compromisso, aproveitando a oportunidade de contato com 'desconhecidos' - a velha e boa pegação, agora presente em qualquer ambiente.


Veja a Tabela Comparativa
com as diferenças entre os Apps de localização gay usados no mundo todo:




.
Ideal para a pegação gay

Graças a aplicativos como estes, o espaço de tempo ficou menor entre estar em casa afim de sexo e transar: "Não chegou a sair de casa. Pegou o celular, abriu um dos vários aplicativos instalados, arrumou um cara bacana para teclar e, no mesmo dia, os dois foram para a cama" - uma alusão do motivo pelo qual estes apps viraram febre entre gays e bissexuais. É como entrar num inferninho (sauna ou boate), sabendo que todos estão procurando a mesma coisa, cabendo apenas escolher com qual flertar.

Antes desses apps, as salas de bate-papo da Uol eram o melhor caminho para o sexo casual. Muitos entram no chat para já marcar encontros na balada, chamar pra atender em casa ou encontrar no motel. Com os aplicativos de paquera de bolso e o seu cadastro de gays, ficou ainda mais fácil a pegação, sem deixar dúvidas quanto à orientação sexual do interessado.

De qualquer forma, é um mercado muito específico, onde as pessoas podem se expor mais do que nos chats on line, ou redes sociais, por exemplo, com um número de usuários que não para de crescer. Mas, segundo especialistas em relacionamentos amorosos, raríssimas mulheres aceitam convites diretos para sexo - para elas, tem que ter sentimento, contexto, e o medo (do desconhecido) também atrapalha.

Entre os homens, gay, bi ou hétero, transar por transar, sem pensar no depois, é culturalmente normal - mais aceito e praticado. Simples e diretos, se identificam mais com estes apps de paquera, que se conectam ao Facebook, usam geolocalização, ou apenas disponibilizam informações cruciais para a eventualidade: foto, idade, peso... e se é ativo, passivo ou versátil. Assim, esse tipo de pegação faz mais sucesso entre homens, porque a negociação entre eles é mais simples - se caso acontecer um romance, será apenas uma consequência, e não o primordial, como buscam as mulheres. Um 'oi' pode virar fácil, fácil um 'tchau'.

O mesmo não acontece, por exemplo, com as lésbicas, onde muitas seguem a repressão machista com o discurso de que o sexo, puramente pelo sexo, é algo sujo e ruim. Para a maioria das mulheres, transar no primeiro encontro ainda é coisa de vagaba. Por outro lado... "Já fiquei até com um cara que estava bem perto de casa, indo buscar a namorada, mas conseguiu se encontrar comigo antes de pegá-la na faculdade", afirma um dos usuários do Grindr, destacando as facilidades também para aqueles que não saem do armário.

Pensando nesse sucesso com o público gay masculino, um grande site de encontros pela internet lançou o Gaydar iPhone App Unveiled, disponível através do iTunes App Store. O Gaydar.net é o primeiro a oferecer um app totalmente integrado, permitindo o acesso simultâneo entre usuários de PC e de dispositivos móveis.

2 comentários:

  1. Tem como visualizar scruff de homens rm em estado/cidade e eu estando em outro?

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu comentário ou envie sugestões, fotos e vídeos para homemrg@gmail.com