9 de jun de 2013

O que procuramos nas cuecas?

Pra que cueca?

Parece que cada vez mais procuramos por cuecas bem confortáveis, que não pegam na virilha, no saco, não puxam os pentelhos... podendo ficar bem à vontade para o dia todo. Seja no trabalho, ou em casa, mas sempre com a liberdade de poder fazer qualquer movimento e, sem constrangimento. Além do conforto no corte e nas tecnologias das peças íntimas (cada vez mais tech), a aparência tenta também não chocar quem vê, se por um acaso for pego de cueca!

Mas o que parece mesmo chamar a atenção dos homens é ter uma cueca tão bonita que nem pareça cueca. Ou o clássico apelo sensual sempre protagonizado pelas cuecas. O vídeo do The New York Times mostra Eric Wilson falando das campanhas e anúncios de roupas íntimas masculinas que usam o erotismo como estética principal, sempre sensualizando a peça, incluindo os comerciais recentes, apresentando homens mais acessíveis e menos intocáveis.


Afinal, o que realmente procuramos quando escolhemos ou compramos cuecas?

Ah, sim - depende do momento! Ou é só escolher qualquer uma que são todas iguais? Cueca pra balada, pra pegação, pra namorar, ou pra dormir. E o velho medo de passar mal na rua e estar 'sem cueca'!

Polêmico tentou ser o comercial da Lupo com o craque Neymar protagonizando uma reação homofóbica. Sim! Se o intuito era mostrar os modelos de cueca para os clientes, por que não para um homem? 'Ninguém' havia falado ainda de ir pra cama... e ele sai correndo. Marketing tem dessas coisas e, na altura do campeonato, Neymar de cueca é mesmo algo imperdível.

Já outros anúncios de marcas de cuecas quase nem mostram as peças, colocando no mercado imagens de modelos nus ou semi-nu para vender a ideia erotizada da roupa íntima. Exemplo disso é a marca ES Collection, com modelos lindos e sarados, em fotos sensuais e... sem cueca!



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Este comentário poderá ser publicado no novo site homemrg.com