18 de out de 2015

Games: 5 personagens trans do mundo geek

Vídeo É menina ou menino?

Quem nunca se perguntou, ao escolher determinado avatar ou NPC de jogos eletrônicos, se tal "coisa é homem ou mulher"? É que o imaginário gamer, como em qualquer ficção, é bem diferente do mundo real, o que inclui as inúmeras e fantásticas possibilidades em personagens híbridos, transformers, lendários, fabulosos e, por que não, andrógenos, de aparência e, ou comportamento mesclado entre o masculino e o feminino, ou transgêneros, também sem sexo definido.

Foi o que pensou também o canal do Youtube QuaseMeioDiaTV, criado por três amigos que postam vídeos na internet, trazendo na sua estreia o vídeo É Menina ou Menino, Menino?, prometendo agitar com muito bom humor temas variados como este, o universo dos games. Assim, o vlogger Leecko apresenta cinco personagens andrógenos, transgêneros, transexuais, intersexuais, especialmente pela história de cada um deles, sendo estas cheias de pormenores polêmicos, inclusive os detalhes especulativos que os fazem integrar esta lista.

È MENINA OU MENINO, MENINO? - QUASEMEIODIA#1

Birdo, um fofinho dinossauro rosa, com laçarote na cabeça, cílios gigantes e sombra roxa, além de um enorme anel de diamante em uma das mãos, é da família Super Mario, tendo sua primeira aparição como uma criatura do sexo masculino, que, por se sentir confuso sobre sua orientação sexual, preferia ser chamado de Birdé, uma forma efeminadamente francesa de falar. No Japão ele é reconhecido como personagem trans, de sexo indefinido, mas na Europa e nos EUA é visto como uma figura feminina - esta diferenciação é notada entre os cosplays, onde os rapazes japoneses interpretam o personagem, ao invés das meninas americanas ou europeias que se fantasiam 'da Birdo'.

King, da SNK, foi a única personagem mulher do jogo, com uma história rica de detalhes, onde ela teve que se disfarçar de homem para lutar nos torneios. Já Haku (foto / cosplay), "o ninja da aldeia oculta", andrógeno como a maioria dos personagens de Naruto e dos animes e mangá japoses de uma forma geral, embora seja um garoto de 15 anos, é impossível não reconhecer uma mulher em sua figura.

Flea talvez seja uma das personagens mais identificadas como transexual, com peitos, cabelos longos e vestes femininas, sendo porém um personagem masculino. Contudo, mesmo podendo se passar fácil por uma japonesa, ele revelava sempre sua identidade, haja vista que sua arma no jogo é justamente a aparência feminina, que confunde os rivais ou inimigos - quando eles a chamam de garota, ela logo corrige: "Ei, eu sou um cara!".

Durante o jogo, o universo cross-dressing é tão explorado que em uma das fases é possível pegar um sutiã como bônus, que estranhamente só servirá nos personagens homens.

Poison, de Final Fight, ficou em primeiríssimo lugar. Super feminina e sexy, ela poderia convencer qualquer um que era uma mulher, mas usou sua condição trans como trunfo, quando um dos empresários da área contestou o fato dos personagens estarem batendo em mulher no jogo. Os desenvolvedores japoneses logo responderam: Roxy e Poison são dois personagens transexuais.

Mesmo assim, sabendo que não havia mulheres entre os lutadores, as versões americanas redesenharam a personagem e, juntamente com Roxy, transformou as trans em dois caras, Billy e Sid. Isso tudo só fez com que Poison (gif) ganhasse uma projeção ainda maior, virando símbolo sexual e participando de outros jogos, como em Street Fighter X Tekken, sendo atualmente representada claramente como transex.

**
Se um personagem de ficção pode ter super poderes, por que não múltiplas sexualidades ou sexos? A variedade no mercado dos games alcança mais de US$ 1 bilhão por ano, com espaço para infinitos estilos e gostos, dos mais simples e infantis aos mais sofisticados e pouco convencionais, com relação aos padrões sociais. A identificação entre os avatares e quem os controla, os jogadores, abrange os personagens gays ou transgêneros dos jogos digitais. Para os jogadores, muitos desses personagens tornam-se inesquecíveis, seja pelo carisma, pela história marcante, pela personalidade ou por tudo isso junto. O fato é que a criação desses personagens é sempre muito bem pensada, pois define o movimento de toda a narrativa de um game e até mesmo do jogo em si, sendo suas interações geradas a partir de seus históricos, desde como nasceram até a atual caracterização como herói, vilão, heroína ou vilã.




Veja mais vídeos:
Gay Sex Games

Playlist Gay Sex Games


Veja também:
Pornô Favoritos XVideos HomemRG

Postagem sugerida por email.
Envie também suas dicas para homemrg@gmail.com

3 comentários:

  1. Freeeed <3

    Ai sim você ganha meu coração! Muito bom esse post! Continue sempre com esse trabalho maravilhoso que é esse blog xP

    ResponderExcluir
  2. lembrando que no jogo skyrim da pra casar com personage4ms do mesmo sexo....

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu comentário ou envie sugestões, fotos e vídeos para homemrg@gmail.com