6 de fev de 2014

Fotografia: Mustafa Sabbagh

Anônimos e black blocs

O artista Mustafa Sabbagh (1961) nasceu em Amã, na Jordânia, e estudou arquitetura na Università di Venezia, ficando por lá, trabalhando na Itália. Fotógrafo e artista visual, é conhecido entre os fashionistas pelas participações em diversas publicações importantes: Arena, The Face, Vogue Itália, L'Uomo Vogue, Rodeo, Gatsby, Front, Kult e Sport & Street. O destaque aqui é para o seu trabalho autoral, carregado de nu masculino e uma forma diferente de fazer retratos.

No geral, as pessoas costumam entender as imagens de nu artístico como se fossem emblemas de sensualidade e erotismo. Mas uma coisa não está ligada à outra, a não ser pelas possíveis cognições individuais em relação à figura humana.

Além disso, costumamos diferenciar o 'sensual' do 'erótico', e este por sua vez, da pornografia, geralmente censurável. Sabbagh mostra em sua arte que estas distinções nem sempre são tão óbvias, e que ver uma foto onde o modelo se encontra excitado, pelado e de pau duro, não significa necessariamente que se trata de algo pornô - pode ser apenas uma citação a uma das características do corpo masculino.

Vendo seus diversos retratos de modelos nus (ou semi-nu, só tampando a cara), acabei lembrando dos black blocs ou encapuzados, que são os que escondem o rosto para não serem identificados durante protestos e manifestações.

Aliás, percebo esta tendência também nas Artes Visuais, talvez num inconsciente coletivo, com uma série de artistas contemporâneos produzindo trabalhos (principalmente em fotografia) onde o retratado está com a face coberta com capuz, máscara ou outra velação do rosto do modelo. Uma espécie de retrato que oculta o principal do retratado, seu rosto, mas revelando outras partes da sua intimidade - aqui, a identidade "é mais embaixo!". Veja o álbum Black Bloc Art com trabalhos de outros artistas relacionados:


Com a mesma intenção, surgiu o fenômeno global dos anônimos e fakes na internet, também interessados em se comunicar, emitir suas opiniões, sem a necessidade de dar a cara a tapas. Aqui, esta comunicação seria relacionada à contemplação da beleza natural do corpo humano, com o imaginário aflorado por referências simbólicas e íntimas, incluindo o erotismo.

As 'máscaras' são também uma referência às fantasias eróticas, seja nas cabeças de pelúcia (o Fursuit), ou em outros fetiches BDSM (na figura do carrasco ou das vendas), além da proposta em manter o 'anonimato' do modelo, assim como nas relações virtuais e anônimas.

Em entrevista para o Colherada Cultural, Mustafa Sabbagh disse ainda se inspirar nos filmes do cineasta italiano Antonioni, repletos de beleza visual e sensual, também na arquitetura, e finalizou dizendo: "Sexo virtual é inspirador também, não é?".

Enquanto fazia um trabalho como modelo em Milão, Mustafa Sabbagh conheceu o influente fotógrafo nova-iorquino Richard Avedon, falecido em 2004, que o incentivou a fotografar. Sabbagh foi seu assistente por dois anos, em Londres. Para ele, "fotografia é transformar seus sonhos e pensamentos em um objeto real, é meio como fazer sua imaginação se tornar um reflexo sobre a sociedade - fotografar é tomar nota dos sonhos e pesadelos".

Uma das referências de Mustafa é a pintura barroca de Michelangelo Merisi da Caravaggio, dizendo que o enxerga mais como um fotógrafo do que um pintor. Caravaggio era realmente um mestre dos pincéis, deformando as figuras em favor de representá-las da forma mais realista possível. Era como se estivesse mesmo fotografando, utilizando a técnica de pintar o que via pelo espelho ou por um quadro delimitado com cortinas, formando um proscênio (de teatro).

E a teatralidade também é ponto marcante, tanto para o jovem artista quanto para seu ídolo. Poses estudadas feitas por modelos produzidos (maquiagem, figurino...), sempre mostrando uma intenção de movimento emocional e simbólico, e também fashion.

Em relação à moda, o fotógrafo conhecido no meio pelos diversos trabalhos que fez para marcas famosas afirma: "Existem dois modos de olhar para a moda. Um é ser escravizado por ela e o outro é considerá-la como uma forma de arte. A moda deveria libertar, em vez de escravizar. Olhe para Coco Chanel, ela libertou as mulheres. E Alexander McQueen. É pura arte para mim. Sou um amante da beleza e da moda em seu melhor. É uma beleza pura, nada menos que isso".

Sobre a nudez, como característica forte entre suas fotografias autorais, Sabbagh reconhece que ainda é um tabu tratar da figura humana despida de suas roupas, além do conservacionismo dos veículos de comunicação tradicionais: "O vestido mais bonito é nossa pele, a nudez é o nosso habitat real. O conformismo é a doença que mais se espalha hoje, então é preciso lutar para manter a cabeça aberta e fazer sua própria revolução, sem exército. De qualquer forma, a maioria das pessoas não quer assumir um risco para mudar as fantasias coletivas". E a arte vem justamente para fazer este papel, sendo aqui uma leitura coerente à atual comunicação globalizada, com exibições que nem sempre se mostram de fato, gerando representações da figura masculina e do homoerotismo contemporâneo.

Veja mais:
Fotos e Vídeos de Mustafa Sabbagh
Sitemustafasabbagh.tumblr.com

Come Closer, nu_be and Mustafa Sabbagh

Exist in-human spaces
























6 comentários:

  1. caralho tesão de fotos essa mistura de homem com animal me deixa louco adoraria foder com o cara de mascara de babuino e de chifres de carneiro ... tesãooooooo

    ResponderExcluir
  2. uauuuuu erotismo a flor da peleo modelo da bunda peluda é deixar o pau molhado a virilidade em pessoa já que todos os machos tem a bunda peluda isso é que é virilidade também gosto muito de Fursuit os caras vestidos de pele de lobo copulando é de enlouquecer gostaria muito de fae sexo assim vc já fez Fred?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também curto uma pelagem farta e natural mais do que a sintética, tipo um Homem-de-neandertal ;D

      Excluir
  3. adoraria foder com um neanderthal todo parrudo e peludo tem como postar filmes de homens pre-historicos nus? tem umfilmecom ator poeno chad connors em que ele fode com 2 estatuas dois gargulas gostaria de rever esse filme é muito excitante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vi alguns vídeos de Chad Conners e não achei este que vc falou - se puder mandar o link agradeço. Breve vou postar mais sobre! Abraço

      Excluir
  4. porra neanderthal nunca tinha pensado nisso mais vendo o cara da foto acima ate que é excitante
    no filme a guerra do fogo tem cenas de neanderthais copulando gostaria de ver um post desses trogloditas

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu comentário ou envie sugestões, fotos e vídeos para homemrg@gmail.com